Física namoro

Mesmo quando as palavras não são ditas entre duas pessoas, ainda há maneiras de descobrir se elas são fisicamente atraídas uma pela outra. Basta um bom olho, intuição e compreensão de como as pessoas agem quando sentem esse sentimento de atração por outro indivíduo. Você pode dizer com confiança que sabe ler os sinais de […] Violência no Namoro O Que é? 4. É um ato de violência, pontual ou sucessivo, cometido por um dos parceiros numa relação amorosa. Acontece quando um dos parceiros exerce poder e controlo sobre o outro com vista a conseguir o que pretende. 5. Em Portugal estima-se que 1 em cada 4 jovens ou adolescentes é vítima de violência no namoro. Capacidade Física para o namoro e casamento Gerar filhos não é somente a capacidade para o casamento; mas é estar apto para educar, instruir, cuidar, amar, servir etc. A formação física só termina quando são adultos. Idade Real – Física e Mental – 1Ts 5:23-24 Quando ambos possuem corpos e mentes de adultos. Pois Violência Verbal A violência verbal consiste em agredir directamente sem uso de força física. Um agressor pode agredir pelo que diz ou pelo que não diz. Um agressor verbal pode também ofender moralmente o agredido. Criticando o seu trabalho, o corpo, ou a forma de realizar determinadas tarefas. O praticante de agressão verbal ataca a… Um namoro sobrevive sem atracção física? Cá estamos em mais uma consulta onde pessoas, na sua maioria, choninhas, enviam dúvidas a um gajo da Internet porque não devem ter amigos, ou assim. Sim, estou de mau humor. Prevalência e cronicidade da violência física no namoro entre jovens universitários do Estado de São Paulo – Brasil Article (PDF Available) · June 2004 with 168 Reads How we measure 'reads' Palestra - Violência no Namoro 1. Violência Agressividade física entre adolescentes 2. O que é ? • É o comportamento que causa malefícios a outra pessoa. Neste comportamento nega-se a autonomia, a integridade física ou psicológica. Pergunta: Aparência física. porque as mulheres inicialmente buscam a aparencia fisica, quando na realidade um romance começa de uma amizade, pois não busco somente sexo, mas um relacionamento em primeiro lugar de amizade, as demais coisas são consequencias de amizades. Na década de 80, o conceito de violência no namoro, surge associado essencialmente ao uso da força física “levado a cabo com a intenção de causar dor ou ferir o outro no contexto da relação amorosa” (Duarte e Lima, 2006: 106). De acordo com os mesmos autores, esta definição apresenta uma “visão míope da violência… • O namoro cristão é um compromisso entre crentes que buscam fazer a vontade de Deus (Rm 12:1-2) 10. • É um relacionamento profundo e santo que visa o casamento. • É um tempo para descobrir o máximo como é o outro nos seguintes aspectos: • 1) Sua personalidade, temperamento, caráter, afinidades e hábitos.

Toda vez que fala comigo, o ex fala do atual.

2020.09.23 02:06 saske2k20 Toda vez que fala comigo, o ex fala do atual.

Então, eu terminei uma relação há mais de 1,5 ano, tenho contato com meu ex mas não considero amizade.
Eu nunca puxo assunto com ele, porque no fim do namoro ele foi bem idiota e eu perdi totalmente a confiança. Contudo de vez em quando ele puxa assunto, as vezes parece que é mais para falar da vida, outras é para falar de alguma coisa que ele viu de minha vida(uma foto no Instagram essas coisas).
Eu no geral sou monossílabico ou evito falar de minha vida pessoal com ele, pior que é algo inconsciente pq eu já não confio nele e eu tenho receio de me enviar negatividade haha.
Porém algo estranho acontece: todas as vezes que a conversa se estende para mais de 4 linhas ele dá um jeito de falar algo do namorado atual.
Não é como se fosse algo natural, mas exemplo: poderíamos estar falando sobre física quântica e ele vai dar um jeito de dizer que o atual reprogamou o DNA, se estamos falando das crises no Egito na época da Cleópatra, ele vai dar um jeito de dizer que o namorado atual comprou um camelo lá...
No início eu não entendia muito mas é um negócio tão fake que comecei a refletir, as vezes eu pensava que podia ser para mostrar que se me superou (mas com 2/3 meses de término ele já tava com outro então acho que exemplo maior que esse não teve) ou talvez querer dizer que o cara seria "melhor" que eu, mas tipo tô cagando eu não pegaria o cara que ele tá.
O que vocês acham disso? Já passaram por isso?
Como eu nunca passei essa situação, acho esquisito e não consigo achar uma reposta lógica.
submitted by saske2k20 to arco_iris [link] [comments]


2020.09.22 21:25 hiroshibear O namorado de minha amada.

O título é interessante e por vezes pode ilustrar algo cômico. A situação na totalidade é confusa, complexa e cansativa, o que me fez repensar e evitar postar algo aqui durante um bom tempo.
Contudo nós cansamos, ficamos exaustos e precisamos absorver e observar com opiniões de outrem, que felizmente, não estão envolvidos e não possuem vínculos com nenhum dos citados aqui.
Conheço uma menina fazem alguns anos, nós sempre conversamos e tivemos uma relação interessantíssima. Ela é uma daquelas meninas que gostam de arte, de literatura, poesia e de estar em situações que liberam a adrenalina em seu estado mais puro.
Ela me contou que estava namorando e que estava feliz com isso. Prontamente desejei meus votos sinceros para o amor que continha a sua iniciação a partir daquele ponto.
Nós continuamos conversando, trocamos mensagens e saímos para tomar umas bebidas, entretanto sem malícia alguma, apenas na amizade mesmo. Éramos acompanhados por outros amigos e a nossa relação enquanto amizade estava intensa e belíssima. A realidade é que sou apaixonado por ela.
Cerca de alguns meses atrás, a recebi em minha casa, chorando e sem entender absolutamente nada. Os braços dela estavam machucados e ela estava com um olhar pesado, como de quem havia chorado muito e só gostaria de relaxar um pouco. A propósito, pouco a pouco as peças foram se encaixando e entendi a situação.
Fran estava sofrendo com ameaças, abusos emocionais e, em específico naquela noite, com uma agressão verbal e física. Ver ela daquela maneira corrompeu um pedaço de meu sentimento e chorei junto a ela.
Prontamente me coloquei a favor dela, deixando-me a sua total disposição, conversando e dando todo o suporte emocional que fosse necessário.
Fran me disse que iria terminar com ele na noite seguinte, por mensagem e que estava com medo de sofrer com represálias de amigos e parentes, além do medo de ocorrer ataques e perseguição vinda do Guilherme, que é o atual ex namorado dela, pasmem.
Estava exaltado, queria correr atrás dele enquanto precisava dar suporte e carinho para ela. Sou um homem que segue o lado racional, portanto, ela me mostrou todos os machucados e eu fiquei fazendo os curativos nela.
Quando eram por volta de três e meia da manhã, a chamei para ir dormir, e nós fomos. Ela tentou me beijar e eu recusei em respeito aos votos de fidelidade ao atual relacionamento.
Disse para ela que, caso quisesse ficar comigo, que teria que terminar o relacionamento primeiro. E que isso, embora ele possa até merecer, é algo injusto e que não cabe a mim. Fran concordou e se deitou ao meu lado para dormir.
Noutro dia tudo correu bem, ela terminou e me contou pessoalmente. A notícia se espalhou até que rapidamente, visto que nós moramos próximos de nossos amigos e somos quase que vizinhos um do outro.
Eu e Fran ficamos algumas vezes, transamos, trocamos cartinhas e todas as coisas fofas que vocês podem imaginar. Até chegarmos no estágio de anteontem.
Anteontem nós estávamos conversando sobre o futuro, e ela gradualmente foi me revelando suas inseguranças e seus planos. Me confessei para ela, disse tudo o que eu sentia, disse o quanto eu a amava e o quão seria bom ter ela todos os dias.
Fui retribuído, embora não fosse da forma que eu tenha pensado que ela faria. Acredito que a vergonha e a sinceridade da situação acabou ocasionando isso.
Agora, cá estou eu, pensando em como pedir Fran em namoro. Ela é uma menina bela, e eu a amo, amo o suficiente para querer ficar com ela durante toda a minha vida. O problema é que, assim que a pandemia acabar, ficarei mais distante fisicamente, pois terei que me mudar.
Ficarei um ano fora para resolver questões de família e ela poderia ir comigo caso pudesse e quisesse. Acredito que querer pode até ser que sim, todavia ela ainda está com certa dependência ao trabalho e ajuda a cuidar da mãe que está doente.
O que vocês fariam, amigos?
Fraternalmente, Anônimo do Reddit.
submitted by hiroshibear to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.16 04:17 vitor_af E quando o tesão acaba?

Olá a todos. Tenho 25 anos e namoro há mais de 3, no único relacionamento que eu já tive. Foi com ela q aprendi tudo sobre relacionamentos e até a minha virgindade eu perdi com ela. E nós damos muito bem, sempre nos demos.
Mas parece que as vezes, falta alguma coisa. O fogo do início do relacionamento parece que se foi, e nem a atração física é a mesma. Parece que o sexo acontece no automático e eu já nem sinto falta de quando fico sem, totalmente o oposto do inicio do namoro.
Alguém já passou por isso? Existe saída quando vc gosta do seu(sua) parceiro(a) mas não rola mais tanta atração física e tesao por ele(a)?
submitted by vitor_af to relacionamentos [link] [comments]


2020.09.14 13:44 JustCallMeLyraM8 GT DA BROTHERAGEM

GT DA BROTHERAGEM
/cc/
>eu tenho um amigo bem próximo
>amigo não
>ele é tipo um irmão
>amo aquele filho da puta
>vamos chamar ele de Maicão
>nos conhecemos no jardim da infância
>dividíamos o todynho e o biscoito passatempo no recreio
>bolachaéocaraio.mp3
>estudamos na mesma turma até a quinta série quando os pais dele se mudaram pra longe da escola
>ele continuava morando na mesma cidade, mas tava numa escola diferente
>ainda assim nos víamos todos os fins de semana
>nossas famílias se tornaram amigas também
>tudo era um mar de rosas até o final de 2004
>ano 2005
>entra uma aluna nova na minha turma
>o nome dela era Thais
>lembro como se fosse ontem do momento em que ela entrou na sala
>tudo parecia ter ficado em câmera lenta
>o sol batia nela
>o ventilador soprou seus cabelos
>ela marchava como uma égua manga larga do trote formoso
>paudureci naquele exato momento
>o foda é que eu tava em pé naquela hora e a primeira aula era de educação física
>short.gif
>todo mundo da sala começa a rir de mim e a gritar
>me chamaram de pau retrátil porque foi só a menina aparecer que ele subiu
>morri de vergonha naquela hora
>sentei na cadeira e pus a mochila no meu colo
>eu só queria sumir
>até a professora riu
>mas a Thais não
>ela sentou atrás de mim e disse pra eu não ligar pra eles e que eu ficava lindo com vergonha
>caraio vei não pude acreditar
>eu era tão tímido que pedi pra ir no banheiro na mesma hora e fiquei trancado lá até a hora do recreio
>quando o recreio chegou eu pus o dedo na goela na frente da sala dos professores
>acho que vomitei até meu intestino naquela hora
>comecei a dizer que tava passando mal
>os professores me liberaram da escola e fui pra casa mais cedo
>chego em casa e passo a tarde toda tendo fantasias masturbatórias com a Thais
>eu era tão beta quanto aqueles peixes de briga
>quando a noite chega eu corro pra casa do Maicão
>conto tudo pra ele feliz da vida
>Maicão fica feliz por mim
>brodagem.rar
>segue o jogo
>durante o resto do ano eu iria me aproximar cada vez mais da Thais e me afastar cada vez do Maicão
>ele dizia que ela tava me afastando dele mas eu discordava
>dizia que era coisa da cabeça dele
>o tempo passa
>a Thais é promovida à pitanguinha e a distância entre mim e meu brother ia aumentando cada vez mais
>um dia briguei feio com o Maicão quando ele disse que ela tava cmg só por conta do meu dinheiro
>eu não era rico, mas da escola eu era o mais bem de vida
>meu pai era o único que não tava preso e não trabalhava com drogas
>minha mãe não trabalhava na zona
>zoas ela trabalhava sim
>ela agenciava a tua mãe, aquela puta boqueteira
>zoas de novo, minha mãe era artista plástica
>um dia eu acabo falando pra Thais que o Maicão tava se sentindo escanteado
>ela começa a me dizer que era inveja do nosso relacionamento e que ele só queria nos separar
>acabo dando ouvidos a ela e brigando feio com ele
>putaquepariuqueburrice
>nunca devia ter dado ouvidos à ela
>foco no gt
>paro de falar com o Maicão e cada vez mais me entrego pra a Thais
>toda semana era cinema
>lanche na Mc Donald’s
>roupa na Marisa
>minha mesada começou a ser exclusivamente dela
>um belo dia recebo uma mensagem do Maicão dizendo que a Thais tava me traindo
>respondi mandando ele tomar no cu
>ja faziam uns 5 meses que eu não falava com ele e do nothing ele vinha com um papo desses
>ele disse que eu devia ficar atento aos sinais
>não dou a foda pro que ele diz e continuo o namoro
>na semana seguinte vejo ela com uma marca roxa no pescoço
>ela diz que tinha caído da escada
>eu disse que acreditei mas fiquei desconfiado
>nada me tirava da cabeça oq o Maicão tinha me dito
>procuro ele e conto oq aconteceu
>diferente de mim ele não era um filho da puta
>Maicão me ove e depois me conta tudo que sabia
>a Thais tinha vindo da escola em que ele estudava
>ela era conhecida como viúva negra na escola
>ela se prendia à um macho e sugava tudo dele até ele não ter mais nada
>sim, ela tmb sugava o pau
>não, ela não tinha sugado o meu ainda
>Maicão continua a história dizendo que tinha visto ela saindo da casa de um carinha que morava no mesmo bairro dele
>até aí não vi nada demais
>mas ele me disse que ela tinha dado um beijo na boca do cara na saída e quando virou de costas o cara deu um tapa na bunda dela
>ÉOQ?!
>aquela vadia não tinha nem sequer me deixado pegar na bunda dela ainda
>dizia que era só depois do casamento
>eu era beta betoso full +15
>ela me levava pra igreja todo domingo
>acreditava nela sem questionar
>caio no choro e o Maicão me consolou
>disse que eu não tava sendo um bom amigo mas que ele nunca deixou de me ter como irmão
>bolamos desmascarar ela juntos
>ela ia pra casa dele toda sexta de noite
>realizo que era a hora que a mãe dela saía de casa pra ir pro culto de oração da igreja
>caraio_como_sou_burro.jpeg
>chifre.rar
>no dia seguinte falo com a Thais como se nada tivesse acontecido
>ela diz que me ama
>digo que amo ela tmb
>caraio, eu queria matar ela ali naquela hora
>mas amava aquela desgraçada
>feelsbad.png
>sexta feira
>19h
>tava com o Maicão escondido na rua da casa dela
>avistamos a mãe dela saindo de casa
>corremos pra mãe e contamos a história
>mãe não acredita, mas topa ir com agnt até a casa do talarico
>19:30h
>Thais sai de casa com um short enfiado no cu
>pqp pra quê enfiar tanto ssaporra?
>tava tão fundo que ela devia ta sentindo do gosto dele
>seguimos ela de longe
>a vadia entra na casa do moleque
>nessa hora a mãe dela já queria matar ela, mas eu fiz ela esperar
>entrei dando um chutão na porta da frente
>queria pegar ela com a boca na botija
>e consegui
>infelizmente a botija em questão era a rola do cara
>ela tava engolindo o pau daquele moleque com uma facilidade absurda
>nem sua mãe consegue engolir minha piroca tão fácil
>foco no gt
>Thais leva um susto tão grande na hora que morde o pau do cara
>num ato reflexo por conta da dor o cara da um murro na cara de Thais
>ela cai no chão
>a mãe dela comeca a bater nela com uma havaianas e depois começa a arrastar ela pelos cabelos pra fora de casa
>a Thais é arrastada pela rua até chegar em casa
>racho o bico com a cena como mil hienas comemorando a morte do Mufasa
>peço perdão pro Maicão pela cagada que fiz
>Maicão diz que fui um idiota, mas que era o irmão dele e que nada iria nos separar
>dois dias depois Thais chega na escola toda roxa
>tinha apanhado tanto que o conselho tutelar tirou a guarda dela da mãe
>ela chega perto e diz que quer falar CMG
>ignoro
>ela me puxa pelo braço, olha no meu olho e diz:
>como vc descobriu?
>digo que o Maicão me contou tudo
>ela diz que vai pra um orfanato hoje. Só foi na escola buscar sua transferência.
>Kkkkkjkkjjjk
>ela diz que eu posso rir agora, mas quem ri por último ri melhor. Disse também que nunca iria esquecer aquilo e que o Maicão iria pagar por ser x9
>puxo meu braço, dou as costas e vou embora
>ano 2016
>terminei a escola e faço faculdade
>Maicão faz o mesmo curso que eu e estudamos na mesma turma novamente
>full brothers +15
>desde o episódio com a Thais nunca mais tínhamos brigado
>trabalhávamos, tínhamos nossa independência
>tudo ia bem até recebermos o convite para uma festa que rolaria naquela noite
>eu e o Maicão dividiamos o apartamento agora
>o convite veio por baixo da porta dentro de um envelope
>open_bar.jpeg
>o envelope vinha com 2 pulseiras
>as pulseiras davam acesso à área vip da festa onde rolaria os alcoolismo
>ficamos relutante por um momento até abrirmos a carta
>a carta tava endereçada à mim e ao Maicão
>era uma letra de mulher
>não tinha muita informação só dizia que não deviamos perder a festa por nada e que lá tudo seria explicado
>não tinhamos nada à fazer então topamos
>22h
>party.time.jpeg
>logo de cara fomos recebidos por duas loiras peitudas que estavam de camisa branca
>ambas estavam dançando na entrada da festa enquanto se molhavam com uma mangueira
>séélococuzão.rar
>a festa tinha uma proporção de 4 depósitos para cada homem
>a cada dois homens, um era gay
>era tipo o plenário da câmara dos deputados só que ao contrário
>quando entramos no salão principal todo mundo virou pra a gente
>tipo aquela cena do universidade monstro
>as depósitos cochichavam entre elas
>pensamos que tinha algo errado conosco mas a vdd é que éramos os caras mais lindos dali
>na vdd nem éramos isso tudo, mas tínhamos rola e éramos heterossexuais
>feelsalpha.png
>fomos andando até a área vip
>a decoração da festa era cheia de fotos de uma depósito
>era uma ruiva 10/10
>a festa devia ser dela
>tive a impressão que ja tinha visto ela em algum lugar
>áreavip.gif
>a área vip era lotada de bebidas
>não tinha uma depósito abaixo de 8/10
>no buffet tinha camarão e lagosta
>mano do céu era a festa mais foda que eu ja tinha ido
>quando olho pro lado ta o Maicão atracado com uma mina
>dois minutos depois a mina larga ele e agarra outra mina
>ÉOQ?!
>aquilo tava parecendo um bacanal grego
>uma coisa no entanto me incomodava
>quem teria nos convidado?
>avisto a anfitriã da festa, aquela ruiva 10/10
>ela se aproxima de mim lentamente
>mano do céu, paudureci na hora
>só conseguia imaginar eu enfiando o pau tão fundo nela que quando eu terminasse ia ta na camada do pré-sal
>a calça aperta e ela percebe que estou preparado para o abate
>fico sem graça e tento disfarçar
>ela vem por trás de mim, ri e diz que eu fico lindo com vergonha
>gelei na hora
>caraio, era a Thais - pensei
>pergunto se ela era a Thais
>ela ri e me chama de idiota.
>diz que seu nome é Raquel
>caraio, ela nao tinha nada a ver com a Thais
>errei feio, errei rude
>pensei que tivesse estragado minha chance
>raciocinando com a destreza de um crackudo na fissura e digo:
>é porque thaislinda com essa roupa
>ela ri, eu rio, segue o jogo
>nessas horas eu nem sabia mais que existia um Maicão
>só pensava em mergulhar naquelas tetas magníficas
>na boa, se ela fosse minha mãe eu mamaria até hj
>quando olho pro lado o Maicão tava agarrado com duas ao mesmo tempo
>bodyshot.gif
>caraio o Maicão tava levando uma surra de peito na cara enquanto bebia e eu no 0x0
>me aproximo da ruiva já na maldade
>ela chega do meu lado
>põe a mão no meu ombro e fala na minha orelha direita:
>quem é esse teu amigo?
>poooooooooooorra.mp3
>o moleque ja tinha catado duas e agora ia catar a ruiva
>tive vontade de mandar ela se fuder, mas ele era meu brother, não podia prejudicar ele
>nenhuma depósito ficaria entre nós
>não deu nem 10 minutos do momento que disse o nome dele pra ela e ela ja tava agarrada nele
>a ruiva chupava a língua dele como se fosse o último picolé do verão
>avisto uma depósito 9/10 dançando sozinha
>penso em me aproximar, mas antes que eu chegue a ruiva puxa ela e põe na roda com o Maicão
>ja não entendia mais nada
>eu sempre pegava as depósitos +/10 do que ele e agora ele tava numa orgia de bocas e eu sem nada
>começo a beber
>realizo que ta na hora de baixar as expectativas
>avisto uma ananzinha 5/5 escorada no balcão
>me aproximo dela e pergunto se o pai dela era padeiro
>ela pergunta se era pq ela era um sonho
>eu digo que era pq eu queria comer a rosca dela
>sério que anã rabuda do carai
>a anã me dá um tapão e sai de perto
>vsf que festa merda do carai
>comecei a beber descontroladamente pra compensar a frustração
>dou em cima da garçonete
>a garçonete era uma trans
>ela me esnoba e vai embora
>vômito.rar
>caraio nem a mulher com rola me quis
>decido que hoje não é meu dia e que ta na hora de voltar pra casa
>procuro o Maicão pra ir embora cmg
>vejo ele entrando no carro com duas 1,5 depósitos
>pensei que ele tivesse indo pra um motel ou algo do tipo
>ele tava de mãos dadas com a ruiva e com a anã 5/5
>a ruiva olha pra mim, da uma risada e depois um xauzinho
>caraio que raiva daquela ruiva
>me esnobou e agora vai dar pro meu brother
>faço sinal pro Maicão que vou embora
>ele grita “Oklahoma”
>era nosso sinal secreto
>significava que ele ia realizar o ato de socação intra uterina e que eu não deveria incomoda-lo
>entendo o recado, dou meia volta e volto pra casa
>chegando em casa
>tudo girava por conta do álcool
>brinco um pouco com o o Visconde de Sabugosa até ele cuspir
>durmo
>no dia seguinte acordo com dor de cabeça, deitado no sofá
>percebo que tinham 537272717 chamadas não atendidas no meu celular
>todas do Maicão
>imagino todas as desgraças do mundo
>comeco a ligar de volta mas ele nao atende
>recebo uma ligação de um número desconhecido no meu celular
>é uma mulher
>ela ria descontroladamente
>disse que estava na festa o tempo todo me observando
>pergunta se a noite foi boa e se eu peguei alguém
>mando ela tomar no cu e digo que peguei a mãe dela
>ela racha o bico e diz que é impossível pq a mãe dela foi a primeira a pagar oq devia
>gelei na hora
>reconheci a voz
>era a Thais
>ela começa a contar seu plano do mal
>diz que foi parar num orfanato depois daquele episódio
>que apanhou muito da família onde foi parar mas a família era podre de rica
>a família produzia festas tipo o tomorrowland
>viajaram pra fora do país e levaram ela junto
>disse que por muito tempo quis se vingar mas a família não dava a foda
>dois meses atrás a família tinha morrido num acidente de carro e ela ficou como única herdeira
>ela pôs como meta de vida concluir a vingança que passou anos arquitetando
>disse que a festa foi planejada por ela
>que todas as depósitos da área vip foram contratadas por ela baseadas no meu tipo de mulher
>pergunta como me senti não pegando ngm e vendo o meu “amiguinho” catando todas
>respondo que a vingança dela era uma merda e que tava feliz pelo meu brother
>ela racha o bico e diz que a vingança dela não era me deixar sem pegar ngm
>ela queria se vingar dele por ele ter dedurado ela
>pergunto qual vingança há em encher a rola dele de depósito
>você verá - ela me disse
>desligo o espertofone e percebo que chegou uma mensagem do Maicão no oqueapp
>faz uma semana que o Maicão toma mais coquetel que o Amaury Jr.
pica relatada da mensagem
https://preview.redd.it/9o5g9y8ep3n51.jpg?width=1080&format=pjpg&auto=webp&s=3dbefd7c59d10e7b40b9168ddac79176762f8591
submitted by JustCallMeLyraM8 to gtsdezbarradez [link] [comments]


2020.09.14 11:38 LupusParsec Eu falei o que não devia e não consigo me perdoar

!!! ALERTA DE CONTEÚDO SENSÍVEL E PARCIALMENTE PESADO !!!
Bom, eu queria falar sobre muitas outras coisas que envolvem a situação desse meu post, tais como a minha depressão, minha síndrome de azperger, minha ansiedade, meu jeito de ser, falar, pensar etc. Mas isso faria muita firula e esse post teria um tamanho bíblico, então tentarei ser breve e direto, mas tenham em mente que essas minhas características acima.
Bom, eu tenho 21 anos e passo por uma situação bem complicada atualmente (como vocês podem imaginar). Mas eu agora gostaria apenas que vocês me dissessem: o quê eu posso fazer para me perdoar? "Perdoar do quê", vcs se perguntam? Bem, disso aqui:
Resumindo, eu entrei num assunto delicado com um amigo que fiz recentemente, mas ele se revoltou (porque era um assunto polêmico e muito delicado) e provavelmente ele me entendeu errado e agora tenho medo de perdê-lo, já que ele foi bem acolhedor comigo e praticamente não tenho mais ninguém e estou sem esperanças. Eu fui muito ingênuo e inocente achando que eu poderia sair falando de um assunto assim com qualquer um que iria ser de boas. Eu não levo jeito pra socializar e vendo como o mundo está hoje, eu pretendo nunca mais expor minhas opiniões para os outros. Quero apenas absorver, raciocinar e tirar minhas próprias conclusões. Sim, isso praticamente acabou de acontecer (há mais ou menos umas duas horas). Eu já tentei me desculpar, mas não sei se ele vai ver as mensagens.
Agora, por favor, me ajudem a tentar superar isso. Me digam algo que eu possa fazer ou pensar pra parar de me sentir assim tão mal.
OBS.(pra já ajudar vocês a montarem os seus comentários): não, não tenho religião, sou agnóstico; não tenho mais ninguém pra desabafar (nem minha família serve (essa história é complicada)); nada mais do que eu gosto de fazer me conforta mais; sim, eu tomo remédios e estou me tratando; sim, meu estado de depressão é bem avançado (e sim, já tentei cometer su***dio uma vez e ultimamente, essa vontade tem voltado, então tenha em mente que REALMENTE, minha situação é deveras complexa e imagina só o tanto de coisa que se passa na minha cabeça); não, não namoro, não quero e não pretendo; não, eu não tenho algo de novo que pretendo experimentar; meu cérebro de 138 de QI é extremamente hiperativo e está sempre raciocinando ou pensando sobre algo, mesmo que eu não queira (normalmente é sobre temas como: matemática, física, química, biologia, geografia, astronomia, filosofia e semelhantes); me sinto mais uma máquina do que um humano e não consigo me sentir amado; não sou capaz de compreender várias coisas na sociedade como um todo. [Já que isso não era nem 0,0000... ...00001% do que eu quero falar, lembrem e pesquisem as minhas características que mencionei no começo, obrigado].
...no fim das contas, eu não fui muito breve...
submitted by LupusParsec to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 15:02 LeastFudge9 Se querem uma dica, procurem saber o que buscam em relacionamentos antes de sofrerem por não estarem em um (ou de efetivamente entrarem em um)

Vejo muitos posts de "nunca namorei" por aqui, entendo cada um de vocês e digo que me vejo um pouco nesses posts também. Talvez meu post ajude. Isso aqui vai ser longo.
Sou homem, hétero e tenho quase 25 anos. Até os 22, nunca tinha namorado, nem transado, e entre essa idade e meu primeiro beijo (aos 11 anos de idade), eu havia beijado quatro garotas, uma delas talvez eu não devesse contar, pois foi uma amiga de minha mãe bem mais velha que praticamente me forçou a fazer isso quando eu tinha 14 anos. Mas ok, contemos quatro garotas dos 11 aos 22 anos. Isso me deixava triste nos mesmos moldes que vejo aqui em muitos posts.
No dia do meu aniversário de 22 anos, uma conhecida 16 anos mais velha avançou nas investidas por WhatsApp e me enviou nudes. A partir de então, foi tudo muito rápido, tive minha primeira vez com ela e foi fantástico. Ela estava em um processo de divórcio iniciado havia menos de um mês e tinha um filho de oito anos. Daí começa meu inferno.
Ela era uma mulher muito inteligente, bonita e, para me convencer a iniciar um namoro, praticou o famoso "love bomb", eu me sentia o cara mais foda do mundo, ela inflava minha autoestima de uma forma que ninguém jamais havia feito. Iniciamos um relacionamento sério e entrei no fogo cruzado de uma guerra que envolvia minha então namorada, o filho único dela de oito anos de idade e um ex marido extremamente agressivo e descontrolado.
Cheguei a receber ameaça por WhatsApp do tal ex, o filho dela levava recadinhos velados do pai pra mim, me ligava quando estava com os coleguinhas e me xingava das piores coisas e dos piores nomes possíveis (palavras que uma criança da idade dele não devia saber). Tudo isso enquanto frequentemente o garoto chegava da casa do pai quebrando a casa e gritando, eu acho que isso de esperar o inferno toda vez que ele ia pra casa do pai provavelmente foi o que me fez desenvolver um grau de ansiedade. E como já deve ter sido possível perceber, rapidamente eu ficava mais na casa da minha então namorada que na minha própria casa, por livre espontânea pressão.
Como se não bastasse, minha então namorada era extremamente controladora. Com o tempo, eu não podia mais conversar com outras mulheres, ela gritava comigo e quebrava a casa quando estava - nas palavras dela - "surtada". Pra ajudar a ilustrar, lembro-me que uma vez bocejei enquanto estávamos em um restaurante (EU organizei a ida, foi meu presente de dia dos namorados) e ela começou a brigar, perguntando se eu não queria estar ali (e então passei a ter receio de bocejar perto dela - e eu bocejava bastante, porque trabalhava e fazia faculdade).
Houve também uma situação em que recebi uma proposta profissional que significaria passar quatro meses em outro país. Ela surtou, passei uma noite em claro com ela gritando, quebrando a casa, tentando me expulsar de lá (como eu iria embora com a mulher naquela situação?). Enfim, foi um inferno, nem gosto de lembrar. Acabou que eu neguei a proposta profissional, ao mesmo tempo em que ela saiu falando para meus amigos (que viraram amigos dela também) sobre como ela, apesar de triste com a distância, achava uma oportunidade e um projeto muito importantes. E também encontrou meios de me manipular ao ponto de eu ficar na dúvida sobre por que eu tinha negado a proposta. Recentemente, depois de mais de um ano de terminados, ela disse pra uma prima minha sobre essa história e confessou que "fez de tudo que foi possível" para que eu não fosse. Me senti um idiota.
O cúmulo, na verdade, foi quando minha família alugou um sítio para comemorar o aniversário da minha irmã mais nova, a festa consistia em as pessoas mais chegadas ficarem um fim de semana inteiro neste sítio. Nessa época, minha ex já tinha desenvolvido uma posse sobre mim que incluía ter uma espécie de ciúme do tempo que eu dedicava à minha família (que já era quase zero). Justamente por isso, percebi que minha ex estava resistente a ir para este sítio, optei por fingir que não tinha percebido. No dia de ir pro sítio, como eu já suspeitava, ela estava em surto e passou a manhã inteira deitada. O filho dela estava ansioso pra ir, pois tinha piscina e outras crianças, então resolvi que iríamos eu e ele, disse isso pra minha ex e falei pra ela me ligar assim que quisesse ir, que eu a buscaria. O sítio ficava a uma hora de carro.
Vou resumir o que aconteceu, embora para passar o meu terror eu devesse contar detalhadamente. Basicamente, para fazer-me sentir-me culpado por ter ido sem ela, ela resolveu colocar fogo em umas toalhas (muitas!) no chão do banheiro, a ideia - isso tudo eu só concluí passados meses - era criar uma cena de horroincêndio pra quando eu chegasse. O que ela não calculou é que o álcool evapora rápido, então ela queimou o rosto, parte do cabelo, o pescoço, parte dos seios e da barriga. Ela me ligou em pânico e eu corri de carro tarde da noite em uma estrada deserta. Daí em diante nossos dias foram de hospitais (eu fiquei nos hospitais o tempo todo) e cirurgias plásticas. Ela não ficou com nenhuma sequela física. Depois que a ajudei com as queimaduras (em casa, eu fazia os curativos) e cicatrizes temporárias, terminamos (e no dia seguinte ao término ela bateu o carro e, pela forma como foi, parece ter sido proposital). Mas, enfim, consegui sair desse relacionamento abusivo depois de quase dois anos. Esse textão que escrevi é só uma porcentagem do que passei.
Menos de um mês após esse término, retomei contato com uma amiga (e paixonite platônica) de adolescência, acabou que ficamos e veio outro "love bomb". Caí nessa de novo pra depois de dois meses ela me tratar feito lixo, me dar respostas mal educadas, me ignorar e perder a paciência por coisas banais. Essa noite tive um pesadelo com o desdém dessa última ex (faz nove meses que terminamos) e acordei mal, por isso vim aqui desabafar. Felizmente, esse outro relacionamento não durou mais que quatro meses.
Hoje, olhando pra trás, percebo que caí nessas porque tenho uma carência advinda de um abandono afetivo na infância/adolescência, fruto de situações com meus pais. Ou seja, eu estive buscando suprir com relacionamentos uma carência paternal/maternal, então virei alvo fácil para pessoas complicadas ("love bomb" e visões idealizadas e fantasiosas de relacionamentos me fisgaram fácil). Eu estou bem atualmente e bastante feliz com vários projetos pessoais e profissionais, talvez esteja na melhor fase da minha vida nestes termos. No entanto, estou quebrado para relacionamentos e sei que precisarei de terapia para superar a resistência que adquiri com os traumas que relatei. A conclusão é: procure conhecer a si próprio e reflita bastante sobre porque não estar em relacionamentos lhe afeta, pois você pode estar tentando tapar um buraco que na verdade lhe fará ser presa fácil. Esteja em um relacionamento por ter descoberto alguém que te leve para frente, não somente por estar. Inclusive, não faz sentido estar em um relacionamento apenas porque você quer estar em um relacionamento. Não sei se estou sendo claro.
É isso, obrigado.
submitted by LeastFudge9 to desabafos [link] [comments]


2020.08.18 03:04 gatasou Destruindo relacionamento de terceiros

Oi, pra você que está lendo esta história. Tudo bem? Espero que sim. No ano de 2018, ocorreu um reajuste em uma das escolas do meu município, essa escola agora teria o período integral, assim fazendo com que alguns adolescentes se mudassem para a escola onde estudo. Eu estudava no período da tarde na classe do 8 ano. Bom na escola que tinha o período integral quantia apenas alunos do ensino médio, dai mais ou menos um grupo de 5 pessoas se mudaram para o 1 ano do ensino médio a tarde. Nesse grupo havia dois meninos que eram bem amigos, vou chamá-los de Rayano e Tatiano, eu achei o Rayano bem bonitinho, mas não tinha coragem de conversar com ele, porque eu tinha uns sérios problemas de baixa autoestima , era sério de verdade desde coisas simples até coisas mais extremas, exemplos: eu me comparava toda hora com a minha amiga porque na minha cabeça ela era simplesmente boa em tudo e também tinha todas as características físicas que um menino gosta, vou chamá-la de Cléo, porque ela meio que faz parte da história. O Tatiano mandou mensagem para mim ou foi eu que mandei mensagem para ele, não lembro direito, conversávamos muito éramos bem amigos e ele já sabia que eu gostava do Rayano. eu ficava o dia inteiro observando o Rayano na escola, para você ter uma noção eu não lembro de nada que estudei naquele ano só lembro que tinha um professor de história surper bom. Continuando o Tatiano contou para o Rayano que eu gostava dele isso foi no meio do ano, dai o Tatino deu uma ajuda para eu conseguir ficar com ele. A gente ficou no mês de outubro, eu e o Rayno era tão burros que ficamos dentro de uma sala na hora no recreio e basicamente todo mundo viu, deu quase um B.O, mas o Tatiano conversou com o espetor e ele deixou passar. No dia seguinte não fui a aula pois não estava muito bem, estava com um nó na garganta (vontade de chorar, não sei porque) um pouco de enjoo e com dor de cabeça, bom era minha ansiedade. O resultado foi, perdi o aniversário do meu amigo e ainda durante o dia que estava em casa recebi uma mensagem desse meu amigo que fazia aniversário dizendo “como você pode fazer isso??” eu sem entender nada perguntei do que ele estava falando ele disse “Esse seu fogo na bunda desmanchou o relacionamento do fulano” e eu perguntei o que aconteceu e ele me contou, resumindo, o Tatiano teria gravado um vídeo quando eu tava ficando com o menino lá e esse vídeo teria chegado, não sei como, na mãe de um amigo meu que achou que era a namorada do filho dela, porque eu sou bem parecida com a menina, bom a mãe do meu amigo fez com que ele meio que terminasse com a garota lá porque ela tinha certeza que era ela no vídeo, eles terminaram. E depois de tudo isso acabei descobrindo que o Rayano gostava da Cléo na verdade. E eu fiz coisas muito vergonhosas só para chamar atenção dele, uma vez inventei que tinha mandado uma carta para ele, era mentira mas realmente eu tinha escrito uma carta para ele, eu lembro que na carta tava escrito várias coisas nada a ver que não fazia sentido nenhum kkkkkkkk. E uma vez eu perguntei para a Cléo se eu podia ver um negócio no celular dela e ela disse que sim, dai eu fui no WhatsApp dela e procurei pelo nome do Rayano e fui até o começo da conversa para ver quem tinha mandado mensagem primeiro, e tinha sido ele, nesse dia eu fiquei muito triste, em casa eu chorei muito. Bom e foi assim que destrui um relacionamento, espero que tenham gostado e vocês não fazem ideia de quanto chorei quando basicamente colocaram a culpa em mim no término do namoro e ainda fico com essa paranoia de que o Rayano ficou comigo por pena. Bom é isso ;)
submitted by gatasou to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.17 17:05 kam_nagashi fui babaca por supostamente n ter feito a minha parte?

Olá Lubixco, editores, gatas, papelões não vivos, convidado inexistente e leds incompletos hj irei contar a história q me fez perder uma amizade de 2 anos e indiretamente acabou com meu namoro, começando
no início do ano letivo (antes do coringão) meu prof de educação física passou um trabalho em q a gnt tinha q fazer um texto feito a mão sobre uma brincadeira africana ou indígena (nada a ver com a matéria né, eu sei) e eu fui com o meu grupinho de sempre q era meu ex-melhor amigo e minha ex, fomos lá cada um fez a sua parte (a minha era pesquisa) e como era um trabalho pequeno eu abri uma página explicando sobre a brincadeira escolhida e fui brincar com os gatos dps eu fiquei tranquilo com isso, até o dia da entrega q eu fui lá falar com o desgraçado em questão e só naquele dia o babaca me diz q tirou meu nome do trabalho (sem consultar a minha ex) pq eu aparentemente n tinha feito a minha parte q eu tinha feito e minha ex tava de prova, fui na diretoria e não mudou nada, o babaca saiu ileso e eu teria q fazer mais um trabalho, quando cheguei em casa fui falar com a minha ex (ela tinha faltado) e aqui está o resultado http://imgur.com/a/A4oqT12 me afastei desse grupo e acabou q eu e minha ex acabamos parando de gostar um do outro. fui o babaca da história?
submitted by kam_nagashi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.13 22:06 Natali-Gessoli O PEDIDO

Oi Luba, Gatas, Editores, Papelões e turma q esta a ver. Essa história se passa no 4⁰ ou 5⁰ ano e envolve eu e minha amiga (que pediu para nn falar o nome caso alguém da sala veja)Narls.
Naquela época tínhamos o costume de levar dois bichinhos de pelucia, aqueles agarradinhos, pra escola, um burro chamado Bruno(meu) e uma coelha chamada Jujuba(da Narls). Certo dia estávamos na aula de educação física, enquanto o professor explicava a ativade estávamos brincando com os bichinhos. Os bichinhos gostavam um do outro, mas nada sério. Então o Bruno tomou uma iniciativa e decidiu pedir a Jujuba em namoro. Tudo estava dando certo, até que chegou a hora do pedido. No momento que o eu, como o Bruno falei:"Você quer namorar comigo?" A sala inteira calou, foi o maior silêncio e todo mundo nos encarando, até o professor. Não sabendo como agir minha amiga Narls teve a reação correta de se esconder de tanta vergonha e fingir q nn existia. Mas eu no meio do pânico fiz o seguinte, fiquei em pé e comecei a gritar:"FOI O BRUNO E A JUJUBA, NÃO FUI EU!!! EU JURO, NÃO FOI A GENTEEE, FOI OS BICHINHO", enquanto Narls morria de vergonha e estava tendo um ataque de riso. Passamos o resto do dia morrendo de vergonha. Depois desse dia eu e a Narls começamos a ser seguidas pela escola por um grupo de menina pois achavam que eramos lésbicas e estávamos namorando.
Essa foi a minha história, espero que gostem. Ps:Hoje em dia Bruno e Jujuba estão casados e com 3 filhos.
submitted by Natali-Gessoli to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.31 16:10 min-ho Fui o Babaca por ter namorado por quase 1 ano inteiro o menino que uma de minhas melhores amigas amava já a 1 ano?

Oi lubisco, editores, gatas ou só turma que esta a lever.
Bom minha história começa a dois anos atras. No inicio do ano daquele ano entraram alguns alunos na minha escola, um deles era essa garota vou chamar ela de Carls, eu e Carls logo viramos amigas, gostávamos de muitas coisas em comum . Eu e Carls eramos de turmas diferentes, mas tínhamos uma aula compartilhada, a de educação física.
na minha antiga escola, nós constantemente tínhamos reuniões de representantes, na primeira reunião foi quando eu conheci esse garoto, vou chamar ele de Frals, no inicio tivemos uma relação de amizade , pois eu sabia que a Carls gostava dele ( Carls e Frals já se conheciam antes de entrarem na minha escola, pois eles tinham vindo da mesma escola). Com o tempo eu comecei a gostar de Frals, mas não contem inicialmente para Carls. Passaram algum tempo ate que contei para ela e alguns dias depois para Frals.
começamos a namorar algum tempo depois. Como um namoro adolescente, terminamos e voltamos varias vezes. Ele ficou com algumas garotas q eu conhecia, mas ele sempre terminava para ficar comigo.
tinha um dia na semana q eu sempre saía mais cedo, e eu fiquei sabendo q a Carls dava em cima dele, mas Frals sempre a rejeitava ela de modo rude.
Carls sempre me disse que se sentia mal com isso pq eu era a melhor amiga dela e estava com quem ela amava já fazia tempo, eu comecei a me sentir mal com isso mas Farls me assegurava que ele queria ficar comigo e mesmo ela o amando quem ele realmente amava era eu.
eu e Farls terminamos no fial do ano porque os dois mudaram de escolas e nós ão íamos mais se ver.
Então fui babaca por ficar com alguém que eu amava mesmo sabendo q magoava alguem q um dia foi minha melhor amiga?
submitted by min-ho to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.30 20:54 nehesis Relacionamento aberto a distância

Oi gente bonita
Olha só: eu não sou monogâmica. Sou casada há 4 anos e meio e namoro há um ano. Eu moro em Portugal e meu namorado vai se mudar pra Alemanha por pelo menos um ano. Durante esse período, vamos nos ver a cada dois meses.
Ele já viveu um relacionamento a distância (ele via a ex dele uma vez por ano e eles passavam as férias juntos. Durou tipo 5 anos e era monogâmico/fechado) e eu sei que PRA ELE isso não será problema nenhum, principalmente porque nosso relacionamento sempre foi aberto e permenacerá assim.
Eu o amo profundamente e quero casar com ele um dia. Inclusive, planejo pedir ele em casamento no primeiro "retorno" dele após a mudança, porque caso ele aceite (e acho que vai), isso vai me dar uma motivação pra aguentar esse um ano e a gente começar a planejar nossa vida a longo prazo. Enfim...
Meu problema é: como lidar com a saudade? Eu nunca fiquei mais de uma semana sem ver ele durante todo esse ano de relacionamento e me deixa apreensiva a saudade física que vou sentir dele. Alguém aí possui histórias de sucesso de relações assim? Sejam elas não monogâmicas ou não.
É isso gente obg.
[Resumin da massa: meu namorado vai mudar de país por um ano e nosso relacionamento se tornará a distância]
submitted by nehesis to desabafos [link] [comments]


2020.07.23 03:55 rain21-07 21/07/2020 O maior erro que já cometi.

Olá,eu não entendo como o Reddit funciona direito e nem sei se um dia esse texto vai chegar a Thaynnara Ramalho,ela gosta muito de ver coisas no reddit,então as chances são de 30% pra 70%,mas enfim.
Eu sou só mais uma pessoa que vai contar como eu terminei o meu namoro,e como estou me sentindo sabendo que perdi alguém que me ama (amou) e que se doou 100% no relacionamento. Serei um pouco demorado,então tenham um pouco de paciência,é algo muito pessoal e muito doloroso,já que foi recente,tipo ontem...

Então antes dos afins,quero deixar bem claro que a minha decisão foi só minha,que eu tomei ela por conta própria e que a culpa do termino não foi por erros que cometemos ou algum erro que cometi e decidi me separar,eu só não queria que fosse tão doido,tanto pra mim quanto pra ela,mas infelizmente não existe termino saudável,doí e doí muito,você se pergunta se fez a escolha certa,e pensa e repensa em voltar rastejando,exatamente como eu estou me sentindo agora. deixando isso explicado e resolvido,vou me declarar e me expor,mostrando que eu tenho consciência que atitudes minhas foram toxicas,tanto pra mim quanto pra ela.

Eu conheci a Thaynnara pouco tempo depois da minha ex (não vou citar nome,então vamos chamá-la de "ST") terminar comigo pela 3° vez e ultima vez(teve uma recaída uma semana antes de eu pedir a Thaynnara em namoro) eu errei muito,pequei muito nesse relacionamento com a "ST",inclusive o que fez o nosso relacionamento ir por água a baixo foi eu ter gasto um dinheiro do cartão da tia dela e não ter contado(eu gastei 20 reais e paguei 60 reais,porquê ela passou a perna tbm) mas continuando... foram muitas intrigas,brigas e até agressões físicas por parte dela,isso me destruiu,eu fiquei chorando a semana toda depois que terminamos,eu aprendi muitas coisas com ela,porém disso tudo eu acabei levando magoas,amarguras e desconfiança,sem contar que eu já não me abria sentimentalmente,então me fechei totalmente pro mundo.
Então quando eu conheci a Thaynnara eu não tinha a intenção de ficar com ela,muito menos entrar em outro relacionamento,nesse dia já dito acima,os meus amigos e Paulo Silva(que nem gente é!) incentivaram-me a ficar com as meninas que estavam ali,eu fiquei com três meninas,e uma delas era a Thaynnara. Logo após o acontecido eu mantive contato com ela e com a amiga dela(vamos chamar de "BETA"porém "Beta" na época não tinha se assumido homossexual,e como eu tinha mais apreço pela thaynnara mantive mas contato com ela e marcamos de ir pra outra festa,demorou algumas festas,vários drinques e um video ridículo meu,que eu fiz pra dar de presente,até que um dia rolou,(bem.... quase rolou,eu fiquei nervoso e não subiu)mas sei lá,ela entendeu e a gente ficou pelado um na frente do outro fofocando,rindo e falando mal dos outros,ali... naquele dia,se estabeleceu uma conexão,eu sabia que gostava dela,mas não queria estar em um relacionamento,contudo no geral já estava se encaminhando pra isso,eu levei ela pra minha casa,apresentei ela a minha mãe,e quando ela dormia aqui,a gente ficava deitados apertadinho na minha cama de solteiro,e eu olhava pra ela e sabia que tudo aquilo se encaminhava pra algo maior.(obs: isso me faz sentir muita falta dela,eu estou em lagrimas e parece que o vazio tomou tudo)

E finalmente eu decidi pedir ela em namoro,eu me via sozinho e incompleto quando eu estava sem ela,mas ainda com pé atrás de me meter em uma furada e pensando também nela,já que eu não queria ferir os sentimentos dela,então a "ST" me liga,uma semana antes da minha decisão com a Thaynnara,me chamando pra ir na casa dela "conversar" transamos e ela queria voltar,porém eu só fui porque já sabia que íamos acabar transando e ela também,saí da casa dela chutado,e nunca mais ela entrou em contato.passando a semana eu já tinha me decidido,não era carência,não era necessidade de preencher algo que perdi ou algo superficial, era AMOR,eu realmente amei ela,e esse foi o meu único acerto nesse relacionamento com a Thaynnara.
Eu não vou estender essa estória do meu racionamento parte por parte,fase por fase,então nos parágrafos há baixo vai ser um resumão dessa semana do dia 20/07/2020 á 22/07/2020.

(é vamos pro final de tudo.)
Não teve briga,não teve mentiras,não teve absolutamente nada que me fizesse terminar o meu namoro,nenhum dos problemas anteriores meus e dela fizeram eu tomar essa decisão,eu menti pra ela algumas dezenas de vezes,é isso não é culpa dela,foi falta de caráter meu,(não pontuarei pontos dela,pois ela não está aqui pra se defender) no dia 19/07/2020 foi um dia comum,assistimos filmes,rirmos,comemos bolo de caneca,rirmos mais e assistimos mais filmes,no dia seguinte eu voltei pra casa e abri a lanchonete,até normal,entrei em contato com,a gente conversou, e tava tudo ok,(eu sei que cometi o maior erro da minha vida em questão de relacionamento mais ok,não irei superar.) no dia 21 já à noite,eu mandei mensagem no wpp pra ela falando que queria terminar,fui no menssenge dela e mandei a mesma coisa,logo em seguida ela me ligou,e tudo aconteceu,ela achou que eu estava brincando,que era uma pegadinha,mas não era real,eu fui um babaca quanto a isso,na verdade eu fui um completo babaca quanto a tudo,eu simplesmente disse que queria terminar e que não tinha qualquer motivo além do meu querer, e isso fez com que hoje,exatamente agora ,eu me arrependesse de ter feito isso,porém eu não vou voltar atrás e pedir perdão,não porquê eu sou cabeça dura,mas porque ela vai ficar bem melhor sem mim,e se eu fazer isso só vai balar mais o psicológico dela,o emocional dela e deixá-la mais confusa do que já esta.

EU COMETI O MAIR ERRO DA MINHA VIDA,DEIXEI IR EMBORA A PESSOA QUE ME APOIAVA,INCENTIVAVA,QUE ME AMAVA 100% E QUE FARIA TUDO PRA ME FAZER FELIZ,PERDÃO THAYNNARA,EU FALHEI COM VOCÊ,EU GASTEI O SEU TEMPO E OS SEUS ESFORÇOS E ISSO ME DESTRÓI PORQUE TE AGRIDE DIRETAMENTE. ME PERDOE POR ISSO,EU SOU UM LIXO E VOCÊ MERECE MAIS!
submitted by rain21-07 to desabafos [link] [comments]


2020.07.08 20:09 BakugoAhegao Sou o babaca por não querer mais falar com minha ex que me deu a experiência mais insuportável e terrível da minha vida?

Não vou contar a história inteira porque são três anos de mimimi. Em um certo resumo: no meu último ano do ensino médio tive um rolo com essa garota, chamaremos ela de Carls, e desde o início eu deixava claro que não queria nada sério pois minha saúde mental estava terrível e eu não queria acabar descontando nela por algum surto dos meus problemas, ela aceitou. Mais alguns meses a frente ela começou a me pressionar por um namoro sério, e eu ainda não me sentia bem, tentei me esquivar de todas as formas possíveis e ela continuava lá. Nessa época encontrei um outro ex, Minoru, e ele aceitou fingir que voltamos só pra ver se a Carls me deixava, mesmo que de uma forma ruim. Minoru e eu acabamos realmente voltando de verdade um tempo depois, ele sabia de todos os meus problemas mentais e compreendia, isso me deixava confortável e melhor. Em algum momento acabei terminando com Minoru por vários outros motivos, e Carls se aproximou novamente de mim. Um dia ela traiu o namorado comigo e depois disse que foi tudo imaginação minha (entre minhas doenças tenho um leve grau de esquizofrenia (sim eu ouço vozes, mas nunca imaginei algo que durou uma noite inteira)), acontece que ela me torturou tanto com isso que realmente comecei a achar que eu estava pior, que tinha imaginado, que estava precisando de um médico ou algo assim. Acabei indo ao psiquiatra, comecei um tratamento que quase acabou comigo, pois não tinha condições físicas de sustentar os remédios pesados que tomava, sentindo febre, dores fortes, enjoos e o corpo fraco a ponto de não levantar da cama por semanas, e que com o tempo nem fazem mais efeito, apenas me deixaram viciado e agora não posso ficar dois dias sem tomar ou começo a passar mal. Ela finge que nada aconteceu e vez ou outra tenta conversar comigo, não sou de guardar rancor então sigo o fluxo da conversa normalmente até algum dos dois se ocupar e não responder mais por uns dias até ela me chamar novamente. Mas Carls não aceita o "termino" e sempre puxava assunto sobre nosso tempo juntos, isso me irrita, principalmente porque ela nunca se desculpou por nada. Ela até admitiu que mentiu sobre dizer que eu estava pior e que tudo foi minha esquizofrenia, mas se recusa a pedir desculpas e isso me incomoda. Odeio quando ela fala sobre o rolo. Resolvi não falar mais com ela e ela surtou, porque diz que estou sendo malvado. Eu realmente estou sendo malvado?
submitted by BakugoAhegao to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.02 01:24 NCris1006 SOU BABACA POR TER REVELADO O SEGREDO DA MINHA AMIGA PARA O "FICANTE" DELA?

Olá, pessoas, gatas, editores, Lubinha e qualquer tipo de ser vivo até papelões, eu nunca postei nada aqui porque não lembrava de ter qualquer história para contar até q lembrei de uma que me pareceu que eu estava numa série teen com um roteiro ruim e muita sofrencia, então vamos nessa.. Para ficar mais fácil de entender vou colocar uma letra q representa cada um nessa história Z é o cara de gosta da X (q é minha amiga) Z começou a gosta muito de X, ficava quase o tempo todo com ela no recreio/intervalo, X achava ele legal e divertido mas que não tinha interesse romântico nele pois X já tava com outro cara que morava em outra cidade, então só falavam por mensagem, ela já chorava muito por ele pq ele tinha problemas em casa e tals. 1° dia antes da desgraça acontecer: Z revelou para X q gostava dela, X então falo q precisa de um tempo para pensa, então novamente perguntei para X se ela gostava de Z e ela disse que talvez, e q o outro ela ñ sabia oq fazer pois gostava dos dois. 2° dia: Z pergunta se já a alguma resposta e X responde que precisa de mais tempo, Z então concorda mas vai chorar para uma outra amiga sobre essa situação e essa amiga fala para X q já deveria da a resposta agora pois Z está sofrendo já q termino o outro namoro só para ficar com X, X então fica com consciência pesada e enquanto isso o ficante de X estava brigando com seus pais e saindo de casa fazendo q X e esse cara brigassem também deixando X mais triste ainda. Obs: ele ficava chorando para todas as amigas conhecidas dela, se ñ série teen ñ sei mais oq é 3° dia A desgraça: Na aula de educação física Z chega em mim sofrendo e pergunta: Z: vc sabe pq X está demorando tanto? Isso acaba cmg sabe, ñ saber logo disso está me deixando muito ansioso Eu: Ah slá, talvez ela esteja confusa ainda Z: confusa com oq? Eu: com o outro cara, talvez ela ainda ñ saiba oq fazer Z: q outro cara? Eu: (Minha mente: pta mrd Ele ñ sabe do outro)Ah ñ ñ quer dizer "cara" pessoa, cara coisa __ enquanto eu falava isso tentava saí daquele local o mais rápido possível, mas Z me encurralou e pedi para eu ser honesta com ele. Eu pensava de todas as forma para tentar me livrar dessa sem que piorasse para X, a única coisa q eu pensei então foi ele falar com a X e foi isso q ele fez, na minha mente eu achava q qualquer coisa q eu pudesse falar ali só ia piorar a situação e isso me deixou muito ruim quando ele saiu. Minutos depois: X chega brava e chorando falando que eu estraguei a vida dela, nossa amizade acabo e q eu ñ existia mais para ela, eu perguntei pq ela ñ falo nada para ele antes e ela falo q ñ sabia como conta, dps disso não nos falamos por um tempo 2obs: no título eu coloquei FICANTE pq eles ficaram dps de um tempo e ficam indo e volta todos os dias No final ela espalho para as pessoas e eu fiquei como vilã q eu ñ deveria ter feito isso ou q eu fiz de propósito só para arruína a vida deles ou q eu queria o Z para mim, sendo q eu já tinha meu ficante naquela época, eu fui idiota mesmo por ter falado mas foi sem querer oq eu disse, eu fui babaca por ter falado?
submitted by NCris1006 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 09:30 geo_chan_uwu Ele correu atrás de mim durante o ano inteiro e quando conseguiu o que queria... terminou comigo.

Olá Luba, editores e pessoas em geral que estão a ver esse post, (RESPEITEM A QUARENTENA) Vim aqui para destacar a minha imensa indignação por um garoto que era apaixonada e hoje só quero quebrar a cara.
Isso tudo iniciou-se no ano de 2019 quando eu estava me recuperando de um término conturbado e vários problemas pessoais,foi então que me chamaram para um evento da igreja (Eu precisava me distrair,estava mentalmente esgotada,então acabei aceitando). O evento durava TREIX dias (até ai tudo bem),mas no segundo dia houve uma apresentação sobre a comunidade LGBT e como isso era contra a igreja (detalhe não tão importante para a história: sou bi) e após isso fizeram com que nos uníssemos em grupos e lá eu conheci o segundo maior erro da minha vida,vamos chamá-lo de CARLS; No final da apresentation,o menino e eu ficamos batendo papo como quem não quer nada até que acabamos trocando os nossos números. No terceiro e último dia,após a finalização do evento,CARLS apresentou-se para minha mãe e acabou nos acompanhando até em casa.
O tempo passou e ficamos um tempo sem nos falar,mas do nada voltamos e isso durou tanto tempo que acabei me acostumando com a presença dele em minha vida....CARLS me levava em casa,me levava ao curso,me ajudava com física....para resumir ele era o boy magia que eu sempre quis. Um dia ele se convidou para me buscar no colégio e quando estávamos indo embora ele tirou um anel do bolso e me pediu em namoro (é agora que a desgraça começa,meus amigos). Eu fiquei meio em choque,então pedi um tempo para pensar (clássico). Só para constar: pensar para mim significa chamar as friends e surtar analisar com elas a situação,após feito isso,a trouxa aqui mandou uma cartinha estilo "Para todos os garotos que já amei" e o aceitei em namoro.
AGORA PULAMOS PARA A PARTE EM QUE O AMOR DEIXA DE SER BELO E SE TORNA UM INFERNO:
Em pouco tempo de namoro ele começou a fazer algumas exigências como mudar meu jeito agitado para ser mais quieta e recatada,até ai eu aceitei,afinal quem nunca mudou algo em si para satisfazer o parceiro? Mas isso não era tudo,Carls era extremamente ciumento (no começo pq depois ele me largou de lado),ninguém podia sequer olhar para mim que ele ficava todo rabugento comigo o dia inteiro... EU NEM SEQUER PODIA SAIR COM AS MINHAS AMIGAS SEM ELE caso ao contrário ele ficava chateado e como me importava muito com ele eu não saía com elas sem o bendito,o que FARLS,minha melhor amiga, muito irritada e com uma pulga atrás da orelha em relação a ele.
O relacionamento chegou ao limite quando o Carls chegou em minha HUMILDE residência e chamou meus pais para conversar dizendo o seguinte: "Senhor Trals,a atitude infantil de MOLEQUE (Ele usou esta exata palavra pq dizia que via meu pai como uma criança) que o senhor acaba transmitindo para a sua filha acaba a afetando e eu acho que o senhor deveria ser mais sério,ser o homem da casa."
ELE TAMBÉM FALOU NA CARA DOS MEUS PAIS QUE EU OS ODIAVA.
Meu pai ficou tão irritado que jogou a garrafa no chão e saiu de casa e para piorar o CARLS foi atrás dele para continuar mostrando sua visão sobre o meu pai e suas atitudes em relação a mim (Eu estava tão assustada que não conseguia falar ou sequer defender o meu pai;fiquei com tanta raiva de Carls por ter dito tantas coisas desnecessárias e fiquei ainda mais rancorosa com ele quando o meu pai veio me perguntar CHORANDO se eu não o amava mais)
Eu obviamente não queria mais falar ou sequer olhar para Carls e ele exigia que eu passasse mais tempo com ele (mesmo depois do que o DESGRAÇADO fez e mesmo que estivéssemos em quarentena) sendo que ele mesmo dizia,quando eu ligava,que preferia ficar SOZINHO...
As coisas finalmente chegaram ao fim de fato no dia 21/06/2020,quando ele me mandou um print de uma conversa que estava tendo com algum amigo falando que não estava sentindo a mesma coisa que eu (no caso oq eu estava sentindo era ódio,mas tudo bem),então eu liguei para ele e nós começamos a falar sobre o assunto,foi ai que ele falou da seguinte maneira: "EU ESTOU COMEÇANDO A ACHAR QUE O QUE A MINHA MADRINHA ME DISSE SOBRE VOCÊ NÃO ME MERECER É REAL." (Nesse momento eu fiquei em prantos *nota da amiga que está escrevendo:prantos significa que ela ficou me mandando áudio chorando e fez com que eu me queimasse de tanta preocupação*)
Observação da amiga Farls parte 2: ELE TINHA 18 anos e ela 15 QUANDO COMEÇARAM A NAMORAR e hoje a amiga maravilhosa que está escrevendo (brink's) recebeu uma mensagem do BENDITO CARLS e devido a isso a senhorita que sofreu todo esse drama de telenovela mandou um áudio muito "amigável" para ele *segue os prints - estão na ordem* https://imgur.com/lkiRCDz - https://imgur.com/JwrdcDU - https://imgur.com/mCugeOX - https://imgur.com/oLjeZlf (e só para lembrar,enquanto estavam em ligação ele a instigou a terminar com ele pq ele mesmo não tinha CULHÕES para terminar com ela!Ele a fez parecer como a culpada da história e agora fica mandando mensagem para todos os nossos amigos dizendo que ainda não acabou e que quer falar com ela mesmo ela tendo dito antes de bloqueá-lo que se ele quisesse falar mais alguma coisa deveria falar naquela hora,pois não haveria mais chances.
submitted by geo_chan_uwu to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 11:23 InezinhaDirectioner O Menino... Estranho ;-; (não tenho um bom título)

Oioii Lubisco e todos os seres vivos presentes (sem paciência pra escrever tudo sksk). Essa história é sobre um menino que supostamente "gostava" de mim e muita merda que aconteceu há 2 anos atrás e este ano. Por incrível que pareça TUDO oq vou dizer é 100% real. (bjs de Portugal sou uma grande fã 😗)
Então, há 2 anos atrás uma vez tava com a minha bff do momento num canto do recreio, daí ela precisou de ir ao WC.
De boas, eu fiquei esperando no cantinho e do nada veio um grupo de 2 meninas e 1 menino. Esse menino é dos populares por ser considerado "gato" (não tanto, mas tá). Eles começaram a ser simpáticos e tal, só q eu tava meio desconfortável pq eles tavam a falar cmg como se eu fosse uma bebézinha sem amigos. Do nada esse menino disse: "Olha, eu até namoraria com uma menina bonita como tu". Eu fiquei meio confusa e tal mas apenas ignorei. Entretanto eles foram embora e eu fui procurar a minha bff.
Alguns dias depois tava nas bancadas do colégio que ficam na frente do campo de futebol com umas amigas, e ao nosso lado tinha 3 meninas da turma desse menino (como não quero mostrar o nome dele vou apenas chamar ele de.... Macaco).
Menina 1: Ei, menina Eu: oq foi? Menina 2: Sabes o Macaco? Eu: quem? Menina 1: aquele ali (ela apontou pra ele) ele gosta de ti
Eu depois de ouvir isso fiquei meio tipo "quê" mas fingi q não ouvi nada Do nada esse menino GRITOU SE EU QUERIA NAMORAR COM ELE EM FRENTE DE TODA A GENTE LÁ (a maioria cagou mas mesmo assim)
Eu, como a boa pessoa que sou, gritei N-Ã-O e daí fugi de lá com uma das amigas.
No recreio a seguir a turma dele PENSAVA QUE EU TINHA DITO SIM e tavam todos tipo "oi namorada do Macaco" Eu sempre respondia que não namorava com ele mas elas sempre diziam algo tipo: "gostas sim" "mas ele gosta de ti" "mas ele é tão simpático"
Uma vez tava com a minha turma à espera da professora de Matemática entrar na sala e o Macaco chegou perto de mim e começou a dizer repetidamente: "Inês beija-me, Inês beija-me, Inês beija-me". Eu tentei me afastar mas ele continuava a tentar me convencer a beijar aquela boca nojenta.. Daí uma colega minha reparou na situação e gritou pra eu correr pra dentro da sala pq a stora já tava lá. Eu fui, a correr mais rápido q o Flash, e me sentei no lugar..Eu já tava me sentido salva mas não..
Prof: INÊS NÃO É ASSIM QUE SE ENTRA NUMA SALA!! SAI IMEDIATAMENTE!!!
Eu saí... E ele ainda tava lá ;-; com um sorriso creepy acenando pra mim ;-; eu fiquei batendo na porta até me chamarem e finalmente entrei.
Esse tipo de coisa foi acontecendo de vez em quando (mas não era tão estranho como essa) e chegou um dia que tava à espera de uma amiga minha pq ela tava à procura da lancheira dela e daí esse menino reparou na minha existência e abriu a boca.
Ele: ó Inês, tão todos a dizer que não gostas de mim. Explica-te!!!! Eu não aguentei e comecei a rir muito Eu: mano, eu nunca gostei de ti Ele: ISSO NÃO TEM PIADA!! Eu: tem! ainda rindo Ele: TA BEM! ACABAMOS!! Eu: ALELUIA-
Eu continuei a minha vida e o Macaco já n me chateava. (ele me pediu em namoro denovo e eu rejeitei mais uma vez)
1 ano depois.. Ele ficava constantemente a olhar pra mim (ele não é da minha turma se tiveres confuso, ele é da turma mais velha) mas ele quase nunca dizia nada
Outro ano depois (este ano) ele se tocou que "gostava" de mim denovo
Eu sempre chego muito antes das aulas começarem, tal como ele e o amigo dele. No colégio tem tipo um mini corredor que vai dar ao campo de futebol (pra educação física) e a meio desse caminho no lado esquerdo tinha uma sala onde os alunos podiam relaxar, conversar, etc.
Eu nunca tuve coragem pra entrar nessa sala pq o Macaco e o amigo dele tavam sempre lá. Um dia (detalhe importante: um dia antes do dia dos namorados) o desgraçado do menino chegou perto de mim e disse: "Olha não é preciso teres medo de mim. Podes ir pra sala". Eu apenas disse um ok e fiz um sorrisinho do tipo "saiii da minhaa vidaa~" No dia a seguir eu fui lá de boas, abri a porta e disse "bom dia". Olhei pra eles e eles ficaram mt chocados pq eu era mt tímida. Eu me sentei numa mesa longe deles e eles ficaram de boas. Eu também fiquei de boas e comecei a ver fotos do Harry Styles (cada um com os seus gostos). Esse cantor tem uma música chamada falling e tal e no refrão ele diz "im falling again, im falling again.. FAAAALING" (tradução: falling pode significar ou cair do tipo tropeçar oy tmb pode ser de se apaixonar do tipo "eu tou caindo de amores"). Eu tava vendo as fotos e tal equanto ouvia essa música e no refrão começaram a aparecer gifs dele a cair em palco. Eu não aguentei, eu comecei a rir muito
O Macaco olhou logo pra mim. Ele: Oq é q é tão engraçado? Eu: nada.. Ele: oq é q tás a ver? Eu: fotos de um cantor.. Ele: Quem? Eu: Harry Styles.. Ele: Hm.. Ok.
Uns minutinhos depois ele olhou para mim e me chamou Eu: oque foi? Ele: queres me acompanhar neste dia de S. Valentim? numa voz fofa e simpática Eu: Não Amigo: Ela namora com o amiguinho gay dela Eu: Não namoro não Amigo: Namoras sim Eu: Nós somos amigos Amigo: ta bem vou fingir que acredito.
Ficou um silêncio meio constrangedor. Mas não durou muito
Macaco: Bora jogar à bola aqui? Amigo: Bora
Eles queriam jogar ao jogo dos passes DENTRO DE UMA SALA ESTREITA (é tipo um jogo em que vão chutando a bola pro colega e ele chuta de volta)
Eles foram um pra cada ponta da sala e como óbvio o Macaco ficou perto de mim (CHATOOOO SE AFASTAA AIN) Eles começaram a jogar, de boas, e do nada o amigo dele chuta a bola um pouco alto. Eu me encolhi com medo de levar com uma bola dura de futebol na fussa e o chato abriu novamente a boca
Macaco : não é preciso teres medo, eu não sou q nem o teu amiguinho q n te defende Os dois começaram a rir e eu fiquei calada e séria e eles continuaram.
(Aconteceram outras coisas mas n é nada demais.)
Outros dias depois reparei que essa sala tava em obras. E a duplinha dos animais tavam sentados num banco à frente da sala.
Eu: Ei algum de vocês sabe oq se passa com a sala? Macaco: sim, linda Eu dei um sorriso do tipo "cala a boca" Amigo: ela namora com o outro (ele tava a falar do mesmo amigo "gay") Eu: Eu não namoro com ele, ele é meu amigo Eles ficaram em silêncio e dps o Macaco continuou Macaco: ent, aqui vai ser a sala dos professores e (bla bla bla q não ouvi). Eu: ah obrigada! Ele: denada fofa. Eu: ok tchau começo a andar pro corredor Ele: queres q eu te acompanhe? Eu: haha, não! Tou ótima!
Entretanto outro amigo deles chegou e eles começaram a falar. Do nada chegaram os 3 perto de mim e o chato tentou cantar "Story of my Life" (uma música dos one direcyion) Mas como óbvio ele não podia ser uma pessoa normal a cantar, não. Ele não sabia quase nada da letra por isso ele tava tipo "nanana my life nananana"
Eu me senti mt constragida e comecei a me afastar deles. Graças a Deus uma amiga minha já tinha chegado e eu fui atrás dela. Eles não me perseguiram (ainda bem) O dia continuou normal.
Daí, numa semana tava um clima meio estranho na escola por causa do Covid. Não sabiam se as escolas iam fechar ou não.. E daí na sexta feira decidiram.
Sim, as escolas iriam fechar oficialmente.
Quase ninguém foi à escola nesse dia e meio q não teve aula. Tivemos apenas a recolher os cadernos e materiais que precisávamos e alguns professores fizeram umas atividades simples.
Ao fim do dia tava eu e 3 amigas num canto. Esse canto é literalmente entre uma sala e a sala desse menino irritante. Uma das meninas precisava de guardar uma coisa na mochila, e ela n queria ir sozinha. Elas:..... Eu: eu posso ir Uma amiga: eu tmb Outra: não me vão deixar sozinha pois não?! Eu: Ok vamos todas
Eu já tava em pé e já tava preparada pra sair de lá. Dei uns passos e me deparei logo com esta cena: o Macaco de joelhos em cima de um skate a tentar andar nele. Eu recuei e comecei a rir e eu acho q uma das amigas tmb viu pq ela tmb tava a rir ksks. Esperámos a última amiga se levantar e fomos.
Quando começámos a passar por ele ele tava sentado no skate e essa amiga q viu começou a rir e a dar sinal pra eu olhar pra ele. Continuámos a rir um pouco e fomos esperar a amiga guardar a tal coisa. Entretanto uma auxiliar chamou essa menina pq a mãe dela já tava no portão pra levar pra casa. Ela foi e vi a minha nova bff a entrar na escola. Ela foi lá pta levar os livros que ela não levou. Eu fui com ela e mais uma amiga dela de boas levar os livros dela e passámos pelo Macaco Detalhe: essa amiga dela me shipa muito com ele ;-; Ela: OLHA O AMOR DA TUA VIDA ALI A OLHAR PRA TI E eu, como a lerda q sou, olhei LOGO pra ELE. (alguém me mata)
Uns minutos depois voltei pras duas amigas q tava a falar antes e fomos pra uma mesa em frente da sala dele.
Ele: Inês Eu: sim? Ele: tens bateria infinita nesse telemóvel (celular)? Eu: quê? Ele: ficaste o dia todo com ele e ele ainda tem bateria Eu: ok?.. Ele: quanto é q tens? Eu: 60% Ele: mds
Eu continuei o meu caminho e ele perguntou outra coisa mas eu ignorei. Fui pra mesa com as 2 migas e começámos a ver uns vídeos. Do nada o ar olhou pra mim e disse: vou me tornar em vento Começou a ficar mt vento e o meu cabelo tava a voar pra minha cara ;-; eu tava a tentar afastar e fiquri tipo : PORRA SAI DA MINHA CARA, CABELO!! Daí olhei pro lado e ele tava a olhar pra mim ;-; o pior é q ele não desviou o olhar. Ele continuou a olhar pra mim como se fosse animal do zoo. Eu fingi q n aconteceu nada e continuei a ver o vídeo com as meninas.
Bom Aconteceram muitas outras coisas, mas tou sem paciência pra contar todas. Resumozinho: Até q nos damos bem, ele me diz bom dia, eu digo bom dia de volta.. Mas é aquele tipo de amigos q só se falam numa hora determinada do dia, porém não tão próximos. Ele já me tentou pedir o whats e o insta mas eu não dei pq eu não tenho (ok agr tenho insta mas fds). E por causa da quarentena não nos podemos falar. Eu já entrei na videochamada da turma dele sem querer e foi isso ;-;
Obrigada por gastar o seu tempo a ler esta história bizarra e longa que eu gostava que fosse fake ;-;, bjs tenha um bom dia.
submitted by InezinhaDirectioner to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 20:48 kam_nagashi pRiMeIrA vEz mimimi

Olá Lubixco, editores, gatas, papelões não vivos, convidado inexistente e leds incompletos hj irei contar a história q me fez perder uma amizade de 2 anos e indiretamente acabou com meu namoro, começando
no início do ano letivo (antes do coringão) meu prof de educação física passou um trabalho em q a gnt tinha q fazer um texto feito a mão sobre uma brincadeira africana ou indígena (nada a ver com a matéria né, eu sei) e eu fui com o meu grupinho de sempre q era meu ex-melhor amigo e minha ex, fomos lá cada um fez a sua parte (a minha era pesquisa) e como era um trabalho pequeno eu abri uma página explicando sobre a brincadeira escolhida e fui brincar com os gatos dps eu fiquei tranquilo com isso, até o dia da entrega q eu fui lá falar com o desgraçado em questão e só naquele dia o babaca me diz q tirou meu nome do trabalho (sem consultar a minha ex) pq eu aparentemente n tinha feito a minha parte q eu tinha feito e minha ex tava de prova, fui na diretoria e não mudou nada, o babaca saiu ileso e eu teria q fazer mais um trabalho, quando cheguei em casa fui falar com a minha ex (ela tinha faltado) e aqui está o resultado http://imgur.com/a/A4oqT12 me afastei desse grupo e acabou q eu e minha ex acabamos parando de gostar um do outro. fui o babaca da história?
View Poll
submitted by kam_nagashi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 05:36 SebastianOfWeb Eu sou o babaca por ter mentido para meu amigo sobre sua crush e ter "destruído" nossa amizade para sempre?

Olá Luba, editores, possível convidado virtual (fiquem em casa), gatas e turma que está a ler. Pois bem, meus amigos acabaram me convencendo a publicar essa história. Perdão por possíveis erros (os nomes foram alterados para evitar problemas).
Então, já vai fazer dez meses que isso aconteceu. No meio do ano letivo, comecei a gostar desse garoto (chamarei ele de Ricardo) após ter terminado um breve namoro que tive uns meses antes, que apesar de pouco duradouro, me marcou e por isso fiquei devastado com o término. Eu, todo confuso com meus sentimentos, tentei buscar conselhos com a minha amiga Karen, que de início ao saber que eu gostava daquele menino, me apoiou e disse que tentaria dar um jeito nessa situação. Uns dias se passaram, e ela veio me contar de um tal plano que havia criado para que eu ficasse com ele (aqui onde o caos começa). Basicamente, o plano consistia em ela convidar o Ricardo para ir ao cinema para que eles pudessem ficar (detalhe importante: ele tinha um crush supremo em Karen, e ela sabendo disso, se aproveitou para montar o esquema), mas com um detalhe, eu iria junto com eles para "ficar de vela", e na hora que estivesse no total escuro, eu trocaria de lugar com ela e as coisas rolariam. Um plano HORRÍVEL, qualquer um pensaria ao ouvir, assim como eu pensei. Se fosse pra eu fazer algo do tipo, nem daria certo, e eu não gostaria de enganar ele, até porque era meu amigo e eu não era um monstro pra fazer isso (nota: ele é hétero). Então pensei: melhor passar vontade e continuar íntegro do que enganar ele e arriscar de perder a amizade que tenho com ele. Um tempo se passou e minha mente já não era a mesma. Eu estava muito confuso e sem saber o que pensar sobre meus sentimentos. E a Karen insistiu dizendo que o plano daria certo, e que era pra eu ir em frente. Desesperado, cheguei no Ricardo e disse:
- Cara, sabe a Karen? Então, ela quer ficar com você.
Assim que eu terminei de falar isso, e ele abriu um largo sorriso no rosto, eu me arrependi na hora. Pensei em soltar um: "é brincadeira" ou coisa do tipo, mas fiquei paralisado. Depois de alguns dias, eu tomei coragem e resolvi desmentir tudo. Quando eu disse que ela não queria ficar com ele, Ricardo ficou arrasado, pois afinal, era a menina que ele mais gostava. Pelo menos, não mentiria mais pra ele. No momento em que Karen soube que eu havia acabado com os planos dela, ela resolveu ir até ele e contar que eu gostava dele. Contou o plano como se EU tivesse elaborado ele. No mesmo dia, ele já nem interagia comigo. Quando eu estendia minha mão pra ele, ficava no vácuo como se eu nem existisse. A partir dali as ofensas e xingamentos começaram.
Segundo ele, eu não tinha autorização de CITAR o nome ele. Tentei explicar toda a história pra ele, mas ele não ouviu e tudo que eu ganhei em troca foi block em todas as redes sociais e no número do celular e agressões físicas e verbais. Quando eu estava perto dele, ele fazia questão de ir para o mais longe possível. Piadas sobre minha sexualidade e coisas do gênero foram de certa forma frequentes. Alguns amigos meus deixaram de ser meus amigos e se juntaram a panelinha dele (não duvido que eu esteja mal falado na cidade por conta da história mal contada). Lembro em específico da vez que ele me empurrou no chão com tudo na frente de toda a turma e ninguém fez nada a respeito. Na viagem de formatura, ele fez comentários homofóbicos que destruíram o que era pra ser o fim de semana perfeito com meus amigos. Até que no Natal, pedi pra gente conversar sobre isso para resolver a situação, afinal, odeio brigas e queria a amizade dele de volta. Foi ai que eu recebi um texto de sessenta linhas que, em resumo, dizia que o único culpado pelo fim da amizade fui eu, disse que não queria ser meu colega, muito menos meu amigo, e depois de reafirmar duas vezes que não tinha problemas com minha sexualidade, disse que eu destruí a vida dele, quebrei a confiança, o enganei, e que era pra eu manter distância, até porque eu seria bloqueado em tudo que é lugar. (obs: ele afirmou ter PERDOADO a Karen, pois não havia como ficar brigado com ela) Me desejou um bom fim de ano e nunca mais tivemos contato direto. Depois de meses, trocamos farpas no twitter, mesmo bloqueado, ele ficava sabendo dos tweets por conta da panelinha dele. Ele falou que eu não supero o passado, e em partes concordo com isso, porque o fim dessa amizade me destruiu. Hoje estamos em escolas diferentes e sem qualquer tipo de vínculo.
Então eu te pergunto, eu sou o babaca da história?
(Se essa história for selecionada, pode manter meu nome, até pq ele é fictício também)
View Poll
submitted by SebastianOfWeb to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.03 07:51 SOU_GAYMER FUI UM BABACA POR TER BEIJADO A MINA QUE O OUTRO CARA QUERIA BEIJAR?

Olá luba, editores, gatas, bonecos de papelão ( vc está muito bonito hoje em luba hehehehe)
Espero que use isso no seu canal, aliás NOSSO CANAL
( minha primeira vez fazendo um post aqui então me perdoem qualquer coisa)
Minha história aconteceu ano passado, era em junho indo pra agosto, entrou uma menina na minha sala, bonita e legal então esperei uns dias e fui falar com ela, e funcionou viramos melhores amigos, (aí que é a parte que eu tô confuso começa), estávamos indo pra edição física, okay tudo normal, mais eu fiquei sabendo que ela ia beijar um garoto ( vamos chamar ele de carls) e eu gostava dela e ela tava super feliz e como eu não queria estragar eu ajudei eles dois ( fiquei dando um empurrãozinho sabe ) aí ele tava com fogo no cu e eu falei "Homem que é homem toma atitude não fica com fogo no cu, aí uma amiga dela falou , então já que vc falou isso prova (alguma coisa assim não lembro muito) aí eu fui lá e beijei ela, perdi meu bv kskskkssk aí dps eu pedi ela em namoro ( 15 segundo dps) kkkkk sou mt iludido aí agente namorou,tudo certo até entt, uma vez o cara que ela queria beijar falou assim "Ele só tá namorando pra se achar", mano ela pensou isso, sim eu estava muito feliz por que era meu primeiro namoro sério, e acabei contando pra uns amigos aí é eles contaram pra escola inteira e ela ficou com medo da mãe dela saber e dps agente terminou e hoje somos só amigos, (voltei a amizade com ela ontem) Bjssss luba, espero que gosta da minha história heheheehehhe (eu já te falei que cê tá bonito h9je luba? Okay parei)
View Poll
submitted by SOU_GAYMER to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.02 17:43 marqlui Sou babaca por achar que meu namorado é um banana?

Olá, Luba, editores, inexistente possível convidado e turma q está a ler! <3
Eu namoro há quase 1 ano e meio um grt q conheci no 1º ano do ensino médio (estamos no terceiro). Vamos chamar ele de Carls. Enfim, ele se apaixonou por mim primeiro, mas eu demorei mtt para me apaixonar por ele pq ele sempre foi um cara sem um pingo de determinação e eu nunca admirei pessoas assim.. E quando eu digo isso, quero dizer q ele é mtt passivo com a própria vida, ele deixa o pai controlar todas as esferas da vida dele, praticamente: o pai dele controla o seu corte de cabelo, as suas roupas, a sua hr de dormir e, pior!, vive se intrometendo na faculdade q ele vai fazer.. e o Carls nunca soube dar um basta no pai pq teve criação muito abusiva (e a mãe n faz porra nenhuma, deixa o babaca do pai dele fazer o filho de gato e sapato!).
Desde antes de namorarmos, eu já me preocupava com esse problema dele e tentava incentivá-lo, pois queria q ele defendesse sua dignidade diante desse pai merda.. (Ele já é até diagnosticado com ansiedade e já chorou mtt conversando cmg por causa das atitudes desse nice pai).
O problema é que, há quase 3 anos eu falo os meus melhores conselhos, eu dou mil sugestões, eu até me atrevo a falar com os pais dele para defendê-lo.. mas o Carls n toma nenhuma atitude. O pai dele BATE NELE quando é contrariado, a mãe n defende ele com unhas e dentes como deveria e, como o pai é policial, meu namorado n tem coragem de denunciar o pai por esses maus tratos..
E, como eu disse, estamos no ano de vestibular, o ano de focar em conseguir uma vaga pra facul.. Ent eu quase n converso mais com ele pq tô estudando mas, nas poucas vzs q conversamos, é só disso q falamos. E eu até deixo de estudar às vzs pra gente conversar por horas sobre isso, mas n adianta: há anos q conversamos durante hrs, madrugamos sobre isso e temos sempre a msm conversa.. e ele nunca põe um freio no pai, ele subestima a própria situação, ele ri do "defeitinho do pai" (sim, ele trata o problema como uma bobeira) diz q "é difícil dizer não" e fala para q "eu n fique chateada se ele aparecer com o cabelo cortado, pq se ele se recusar a cortar o pai dele bate nele"..
Isso tá me fazendo perder a admiração por ele.. Tô começando a achar q ele é um banana com o pai: ele não reivindica os direitos de filho q deveria ter, deixa o pai fazer o que quer, sem limites e tá optando fazer facul de medicina (sendo q ele quer fazer física) para atender as expectativas desse nice pai. Eu juro q dou meu melhor, dou os melhores conselhos q consigo, passo noites pensando em como ajudar o meu amor.. mas, no final, eu acabo remoendo isso mais dq ele próprio. Ele age como se isso fosse brincadeira, enquanto eu fico dando conselhos q ele n ouve. Há mt tempo eu penso em terminar com ele pq n quero mais ser como uma muleta q n é o suficiente para ajudar ele a andar e pq preciso focar mais nos meus estudos q eu tanto deixo de lado para ajudá-lo.. Há meses, eu tento dar mil chances para ele mudar, já fiz td q estava ao meu alcance, já disse q isso tava prejudicando até o nosso namoro, mas ele n muda.. Ent acho q vou terminar. Eu amo muito ele, nossa história é a melhor coisa q me aconteceu, mas n tenho mais forças para continuar com uma pessoa omissa a si msm.. Digam- me, com sinceridade, eu sou babaca por isso?
submitted by marqlui to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.31 02:16 Average_simian Como vocês lidam com a perspectiva de nunca conseguir encontrar o amor?

Sou um homem de 24 anos e me considero uma pessoa emocionalmente madura. Material e profissionalmente sigo melhorando gradualmente, mas ainda tenho um longo caminho pela frente. Em 2018 conclui minha graduação em História, mas a escolha não se mostrou muito promissora. Atualmente estou me organizando para uma nova graduação em uma área que possa proporcionar maior estabilidade e onde eu trabalhe menos. Tenho meus hobbies, bons amigos e saúde. Em suma, levo uma vida relativamente boa, tirando um ou outro problema que aflige qualquer ser humano, mas sempre dou um jeito de contornar e seguir em frente. Só tem uma coisa que realmente me incomoda e têm ocupado boa parte das minha reflexões recentes: a vontade que tenho de ter um parceiro romântico.

Já tive alguns webnamoros quando era mais jovem, mas devido a distancia e falta de maturidade na época, eles não levaram a nada. Na época de escola fiquei com algumas poucas meninas e tive meus amores platônicos, mas também nunca deu em nada. Só em 2014 que fui ter meu primeiro relacionamento sério e que durou pouco mais de um ano. Foi um relacionamento difícil e que fez com que eu amadurecesse muito. Ela era uma pessoa que tinha muita dificuldade de demonstrar afeto, e eu ficava cobrando atenção. Esta dinâmica dela ficar fugindo e eu ficar cobrando acabou ficando insustentável e ela resolveu terminar. No primeiro ano do término eu sofri muito e culpei ela pelo fracasso de nossa relação, mas com o tempo fui assimilando que nossas diferenças eram inconciliáveis, e que seria impossível e errado querer mudar o jeito dela de ser. Ela era ausente não só comigo, mas com todo mundo. E eu precisei reconhecer que gosto de parceiros românticos que são mais carinhosos e sensíveis.

Depois deste namoro me relacionei com outras garotas, e cheguei bem próximo de namorar duas delas. A primeira era uma amiga de longa data que conheci pela internet, e morava não tão longe de mim. Durante alguns meses a gente conversou muito e passei alguns dias na casa dela e ela alguns dias na minha. A gente se deu muito bem, e o fator de nossa amizade de longa data acabou fortalecendo ainda mais nosso laço. No horizonte eu via a possibilidade dela vir fazer a faculdade dela na minha cidade. O único porém é que ela ainda tinha assuntos mal resolvidos com o ex dela. Não demorou muito para eu perceber que ela estava dividida entre nós dois, e nesta balança o coração dela pesava muito mais pro lado do outro rapaz. Me retirei pra evitar de me magoar, mas até hoje somos bons amigos.

A segunda garota com quem eu poderia ter tido uma relação foi apresentada por meio de amigos em comum, e ela demonstrou interesse por mim depois de algumas vezes que a gente se encontrou. Ficamos por algumas semanas e logo eu joguei um balde de água fria entre nós. Por mais que ela fosse legal e tivéssemos muitas coisas em comum, eu não conseguia sentir atração física por ela. Até tentei contornar a situação, mas ficou evidente que não ia dar certo. Ainda não sei dizer o quão problemático é deixar a aparência ofuscar uma personalidade que gostei tanto. Mas tendo a pensar que é normal, cada ser humano tem suas preferencias. Não acho certo me manter em uma relação onde não consigo sentir prazer físico com a pessoa.

Enfim, contei toda esta história para poder ilustrar como acho difícil encontrar um parceiro romântico com quem eu realmente combine e dê certo. Já tive relação com alguém que não tinha a personalidade compatível comigo, com gente que combinava, mas já havia encontrado o amor em outro, e com uma pessoa que se encaixava em quase todos os aspectos, só que fisicamente não houve "química". Por mais que minha vida esteja encaminhada em outros campos, sinto que romanticamente eu nunca consiga avançar. Talvez eu nunca vá encontrar alguém para construir uma vida ao meu lado. Sinto que muita gente entra em relacionamentos por carência, e a relação acaba trazendo só dor em ambos. Também vejo gente que encontra sua "alma gêmea", e mesmo aos trancos e barrancos consegue ser feliz. Acredito que encontrar alguém que realmente combine e dê certo contigo seja pura questão de sorte, e que nem todo mundo vai ser feliz no amor.

Evidente que vou manter o coração aberto para novas oportunidades, mas a ideia de que nunca vou encontrar alguém já não me assombra mais. Como diria o saudoso Zé Ramalho: "Quem tem amor na vida, tem sorte". O que pensam sobre o assunto? Como vocês encaram a possibilidade de nunca encontrar o amor?
submitted by Average_simian to desabafos [link] [comments]


Melhor Amiga vs Namorado / 10 Pegadinhas Engraçadas! - YouTube 639Hz  HARMONIZAR RELACIONAMENTOS E CURAR ENERGIAS ... Violência Psicológica NAMORO X CASAMENTO I Falaidearo - YouTube VIOLÊNCIA NOS RELACIONAMENTOS - YouTube Até onde a aparência física é importante? Eu Escolhi ... Atração física vs conexões mentais - Eu Escolhi Esperar ... ATRAÇÃO NÃO tem NADA a VER com AMOR O PODER DO RELACIONAMENTO, NETWORKING - DINÂMICA QUEBRA ... amor perfeito ( gay) fer y david fisica o quimica

Um namoro sobrevive sem atracção física? ~ Por Falar ...

  1. Melhor Amiga vs Namorado / 10 Pegadinhas Engraçadas! - YouTube
  2. 639Hz HARMONIZAR RELACIONAMENTOS E CURAR ENERGIAS ...
  3. Violência Psicológica
  4. NAMORO X CASAMENTO I Falaidearo - YouTube
  5. VIOLÊNCIA NOS RELACIONAMENTOS - YouTube
  6. Até onde a aparência física é importante? Eu Escolhi ...
  7. Atração física vs conexões mentais - Eu Escolhi Esperar ...
  8. ATRAÇÃO NÃO tem NADA a VER com AMOR
  9. O PODER DO RELACIONAMENTO, NETWORKING - DINÂMICA QUEBRA ...
  10. amor perfeito ( gay) fer y david fisica o quimica

Subscreve aqui: https://www.youtube.com/channel/UCDr1rkNvzPCEfh5ZCJeqpdg?sub_confirmation=1 14 Truques De Segurança e Truques De Primeiros Socorros Que Você ... 6 meses de namoro/ Amor gay/ Gih & Jhon - Duration: 4:21. Giovani Haubert Recommended for you. 4:21. ... Fisica o Quimica - fer y david (dialogos) parte 47 - Duration: 1:58. Gostou? Se inscreva no canal https://goo.gl/RDUuER O que muda do namoro para o casamento ? SEGUE A GENTE! Instagram: @Superdearo https://www.instagram.co... Nesta dinâmica vamos mostrar a importância do relacionamento. Assista, compartilhe e inscreva-se no canal. Quem topa com Cristo é top! ***** ADQUIRA JÁ AS CA... Aparência, Beleza são essências? é importante em um relacionamento? Assista e compartilhe o vídeo em suas redes sociais. Dá um like! Links citados durante to... Relações abusivas são comuns e não só podem trazer grandes prejuízos como matam. Hoje falaremos sobre o que são relações abusivas, violência nos relacionamen... Pessoas muito românticas provavelmente vão discordar desse vídeo, mas fazer o que né, opinião é igual nariz, cada um tem um diferente. CONHEÇA MINHA LOJA - h... Há violências que não deixam marcas visíveis, a violência psicológica é uma delas, nesse vídeo rápido você saberá indicificá-la. DENUNCIE, DISQUE 180. FA - Frequência Solfeggio 639 Hz da escala sagrada Solfeggio. Permite a criação de uma comunidade harmoniosa e a criação de relações interpessoais harmoniosa... Compartilhe e divulgue o canal. Conheça nossa loja: http://lj.eee.vc Participe de um seminário: http://ag.eee.vc Com Nelson Junior - @Nelsondoeee e Angela Ne...